Governo brasileiro parabeniza Gustavo Petro por eleição na Colômbia

0

Em nota curta publicada nesta terça-feira (21/6), o Ministério das Relações Exteriores do Brasil parabenizou Gustavo Petro por sua eleição na Colômbia. É a primeira manifestação oficial do governo brasileiro desde que os resultados do pleito foram divulgados, na noite de domingo (19/6).

O presidente Jair Bolsonaro (PL), pessoalmente, ainda não se manifestou parabenizando o líder do país vizinho. A manifestação brasileira vem depois de os principais países da região, como México, Argentina, Chile, Venezuela, Cuba, Bolívia, Peru, Nicarágua e Equador, terem parabenizado Petro.

“Ao desejar ao presidente eleito êxito no desempenho de suas funções, o Governo brasileiro reafirma seu compromisso com a continuidade e o aprofundamento das relações bilaterais com a Colômbia, com vistas ao bem-estar, prosperidade, democracia e liberdade de nossos povos”, diz a nota do Itamaraty (veja a íntegra abaixo).


0

Na noite de segunda-feira (20/6), Bolsonaro criticou o primeiro discurso feito por Gustavo Petro após vencer as eleições presidenciais da Colômbia e o relacionou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O recém-eleito pediu a libertações de jovens que foram presos no país em protestos com forte repressão policial.

“Vocês viram o discurso do novo presidente da Colômbia? ‘Soltar todos os meninos presos, todos’. O Lula vai soltar os menininhos que mataram alguém por um celular para tomar uma cerveja”, disse Bolsonaro, durante conversa com apoiadores.

“Ele [Petro] acabou de falar agora: ‘Vamos soltar os meninos presos’. Igualzinho o Lula falou dos meninos que sequestraram o Abílio Diniz. O Lula falou: ‘Foi um equívoco [o sequestro]’. Equívoco, pessoal? Um sequestro, você planeja”, emendou Bolsonaro.

Mais cedo, o mandatário se restringiu a definir Petro como “um ex-guerrilheiro da esquerda”.

Derrota da direita

Com 50,44% dos votos válidos, Petro derrotou o empresário Rodolfo Hernández, que teve 47,31%, no segundo turno.

A coalizão Pacto Histórico, da qual o vencedor faz parte, conta com Francia Márquez como vice. Ela é advogada, ativista pelo meio ambiente e pelos direitos humanos, e se consagra como a primeira mulher negra a ocupar o cargo.

Petro tem 62 anos e foi deputado e prefeito da capital do país, Bogotá. É formado em economia e atualmente ocupa o cargo de senador pelo partido Colombia Humana, do qual é fundador.

Entre as principais propostas do novo presidente eleito, estão: a realização de uma nova reforma agrária, a implementação de fontes de energia renováveis, a promoção de políticas voltadas às minorias sociais, a desobrigação do serviço militar e a reforma tributária.

O novo presidente colombiano integrou a guerrilha M-19, desmobilizada em 1990. Exilou-se na Europa e, ao retornar à Colômbia, foi eleito senador em 2006 e prefeito de Bogotá de 2012 a 2015. Venceu a disputa ao Senado novamente em 2018.

Veja a íntegra da nota do Itamaraty:

NOTA À IMPRENSA Nº 100

Eleição presidencial na Colômbia

O Governo brasileiro congratula o senador Gustavo Petro por sua eleição à presidência da Colômbia.

Ao desejar ao presidente eleito êxito no desempenho de suas funções, o Governo brasileiro reafirma seu compromisso com a continuidade e o aprofundamento das relações bilaterais com a Colômbia, com vistas ao bem-estar, prosperidade, democracia e liberdade de nossos povos.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Governo brasileiro parabeniza Gustavo Petro por eleição na Colômbia apareceu primeiro em Metrópoles.