No Corinthians, faz medo de Vítor Pereira qualquer hora “pedir o boné”

0

Acendeu o alarme no Corinthians. As fortes declarações do técnico Vítor Pereira, após a vitória sobre o Goiás, na 13ª rodada, confirmaram que o português tem personalidade forte e também e não está para brincadeiras:

“Eu gostaria que não brincassem com o meu trabalho. Vamos imaginar essa equipe que idealizam que vá jogar todas as partidas: Willian ficou fora alguns jogos, como hoje (domingo) com um desconforto muscular. E não tem jogado os 90 minutos. O Jô está fora do clube. O Renato Augusto saiu com problemas musculares. Temos um cuidado com ele. Fagner estava lesionado e ficou 11 jogos fora. João Victor também. Gil teve que jogar uma série consecutiva de partidas e hoje se lesionou. O Fábio Santos não acredito que ele consiga jogar de três em três jogos”, Disse Pereira.

Sim, o comandante do Corinthians tem o “pavio curto”. Assim como o seu compatriota Abel Ferreira, ele está assustado com a loucura que é o calendário do futebol brasileiro, mas também explicitou que o seu elenco é limitado e que não aceitará ser cobrado pela mídia e pela diretoria em caso de eventuais resultados negativos.

A esta altura, com o Timão na vice-liderança do Brasileirão, o que a Fiel Torcida já compreendeu é que Vítor Pereira não é igual ao seu antecessor Sylvinho, que aceitava passivamente a inércia da diretoria em relação aos pedidos de reforços.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

O post No Corinthians, faz medo de Vítor Pereira qualquer hora “pedir o boné” apareceu primeiro em Metrópoles.