Parada do Orgulho LGBT+ tem Paulista cheia e manifestações políticas

0

O retorno da Parada do Orgulho LGBT+ em São Paulo, após dois anos de pandemia, reuniu cerca de três milhões de pessoas na Avenida Paulista neste domingo (19/6). O evento teve shows de artistas e diversas manifestações políticas.

Um grupo de participantes fez coro contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), logo no início da parada. Veja:

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o público xingando Bolsonaro e gritando palavras de ordem, como “Fora Bolsonaro”.


0

Com o tema “Vote com Orgulho – por uma política que representa”, a 26ª Parada teve tom político e eleitoral. O objetivo foi promover o combate à discriminação contra a comunidade LGBTQIA+, o respeito à diversidade e a luta por políticas afirmativas.

A Avenida Paulista ficou toda colorida com a bandeira LGBTQIA+. Segundo os organizadores, cerca de três milhões de pessoas foram às ruas. O desfile teve início às 12h, com 19 trios elétricos que percorreram o tradicional trajeto da Avenida Paulista até a Praça Roosevelt, no centro da capital.

Artistas como Pabllo Vittar, Ludmilla, Pepita, Mateus Carrilho, Liniker, Majur, Gretchen, Tiago Abravanel, Lexa, Luísa Sonza e o bloco de Carnaval Minhoqueens, animaram o público durante toda a tarde deste domingo.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Parada do Orgulho LGBT+ tem Paulista cheia e manifestações políticas apareceu primeiro em Metrópoles.