Bolsonaro à espera de que seus apoiadores não escondam a cara

0

Quem apoia Lula ou quer apoiar mostra a cara. Quem apoia Bolsonaro, às vezes prefere esconder a sua. Por que será?

É cláusula pétrea do manual de sobrevivência política: não se peça a ninguém que apoie um candidato com pinta de perdedor.

O político até poderá carregar o caixão na direção do cemitério, mas lá não irá com o defunto até o pé da cova.

O PP do ministro Ciro Nogueira, chefe da Casa Civil da presidência da República, fez sua convenção esta semana e apoiou Bolsonaro.

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, esteve lá. Na convenção do PL, ele foi o político mais cortejado por Bolsonaro.

Nem por isso o diretório do PP no Piauí, Estado de Nogueira, quer mostrar a cara ao lado de Bolsonaro. Nem pensar.

O diretório acionou a Justiça Eleitoral para proibir a circulação de imagens de seus candidatos ao lado de Bolsonaro.

Na ação recusada pela justiça, o partido justifica que Bolsonaro “possui altíssimo índice de rejeição nas pesquisas mais recentes”.

Apresentá-los, portanto, junto com Bolsonaro, como estão fazendo seus adversários, é pura maldade.

Candidatos de Lira em Alagoas também escondem o apoio a Bolsonaro. Pegaria mal para eles. Poderia custar-lhes votos.

O Republicanos, do pastor Marcos Pereira, bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, apoia Bolsonaro.

Mas Pereira mantém distância de Bolsonaro e de sua campanha. Teme-se ali que o partido acabe abandonando o candidato.

O post Bolsonaro à espera de que seus apoiadores não escondam a cara apareceu primeiro em Metrópoles.