Com 1 mil casos, Brasil começa a tratar varíola dos macacos como surto

0

Com mais de 1 mil casos de varíola dos macacos confirmados no Brasil, o Ministério da Saúde começou a tratar a doença como “surto”. O termo foi usado em um texto, divulgado pela pasta na quinta-feira (28/7), informando a ativação de um Centro de Operações de Emergência (COE) para acompanhar o desenvolvimento da patologia.

O termo “surto” é usado na epidemiologia para identificar quantidades acima do normal de doenças contagiosas ou de ordem sanitária. É o primeiro estágio de uma escala de evolução do contágio, que pode se transformar em epidemia, endemia e pandemia – caso da Covid-19.

O Ministério da Saúde ainda não havia utilizado o termo em notas enviadas à imprensa, somente em pareceres técnicos ao citar casos semelhantes de aumento da curva de contaminação registrados em outros países.

Casos

O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil registrou até agora 1.066 casos da doença.

De acordo com a pasta, há casos confirmados em 16 unidades da Federação.

Veja quais são os estados e quantos casos foram confirmados:

  • São Paulo (823)
  • Rio de Janeiro (124)
  • Minas Gerais (44)
  • Distrito Federal (15)
  • Paraná (21)
  • Goiás (13)
  • Bahia (5)
  • Ceará (4)
  • Rio Grande do Sul (3)
  • Rio Grande do Norte (2)
  • Espírito Santo (2)
  • Pernambuco (3)
  • Tocantins (1)
  • Acre (1)
  • Rio Grande do Sul (4)
  • Santa Catarina (4)

0

“Situação preocupante no Brasil”

Nesta semana, a líder técnica da Organização Mundial de Saúde (OMS) no combate à varíola dos macacos, Rosamund Lewis, falou sobre o avanço da doença no Brasil. Segundo a especialista, a situação do país é “muito preocupante”.

“Certamente é muito preocupante para países como o Brasil – uma nação continental, de população tão grande, geograficamente extensa, que agora também relata um número significativo de casos”, disse a especialista.

Lewis também alertou para a possibilidade de estar havendo subnotificação de casos, por falta de testes, e pediu ainda que as autoridades ajam de acordo com a emergência de saúde pública de interesse internacional, decretada pela OMS no último sábado (23/7).

Compra de vacinas

No sábado (23/7), o Ministério da Saúde informou que realiza tratativas para a compra da vacina contra a varíola dos macacos. De acordo com a pasta, a aquisição será negociada com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

A informação foi divulgada após o decreto de estado de emergência internacional de saúde pública devido à doença.

Atualmente, apenas um laboratório fabrica o imunizante no mundo: a empresa dinamarquesa Bavarian Nordic, que não tem representante no Brasil. “A OMS coordena junto ao fabricante, de forma global, ampliar o acesso ao imunizante nos países com casos confirmados da doença”, informou o ministério.

O post Com 1 mil casos, Brasil começa a tratar varíola dos macacos como surto apareceu primeiro em Metrópoles.