Dívida pública cai pelo sétimo mês seguido e chega a 78,2% do PIB

0

Dados divulgados nesta sexta-feira (29/7) pelo Banco Central registram o sétimo mês seguido de queda na dívida pública em maio, quando ficou em 78,2% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas no país.

O indicador está em desaceleração desde fevereiro do ano passado, quando atingiu o pico histórico de 89% do PIB, alavancado pela pandemia de Covid-19.

Para o Banco Central, o crescimento do PIB foi a razão para a queda no indicador. Somado a isso, os resgates líquidos da dívida e da valorização cambial.

O panorama reflete o resultado do governo federal, do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), dos governos estaduais e dos municipais.

Déficit

No setor público consolidado — que reúne os resultados fiscais do governo central, empresas estatais, estados e municípios –, o déficit foi de R$ 33 bilhões em maio, maior do que o de R$ 15,5 bilhões no mesmo mês de 2021.

O valor é um somatório dos déficits de R$ 40 bilhões no governo central e de R$ 307 milhões nas estatais. Os governos regionais, no entanto, compensaram com superávit de R$ 7,3 bilhões.

Acumulado do ano

No acumulado do ano, o superávit é de R$ 115,5 bilhões, quase o dobro do mesmo período do ano passado, quando estava em R$ 60,3 bilhões.

O post Dívida pública cai pelo sétimo mês seguido e chega a 78,2% do PIB apareceu primeiro em Metrópoles.