“Matei porque reagiu”, disse acusado de estrangular idosa no DF

0

O homem acusado de estrangular uma idosa com um fio de telefone no Guará, José Paulo Trindade (foto em destaque), confessou o crime à Polícia Civil do DF (PCDF). O assassino foi preso neste sábado (30/7), no município de Ribeirão Preto (SP).

“Ele admite o crime, disse que não queria matá-la, mas como ela reagiu, precisou contê-la”, contou Anderson Espíndola, delegado-chefe da 4ª Delegacia de Polícia (Guará II), responsável pela investigação. Os agentes da unidade policial monitoraram o foragido durante oito meses até o desfecho da prisão.

O suspeito alternava de estado em estado para dificultar sua localização. Passou um tempo no Rio de Janeiro e depois seguia para São Paulo. Para tentar não chamar a atenção, ele usava documentos falsos com o nome de Evilásio Rodrigues da Silva.

O crime

Em 6 de dezembro de 2021, José Paulo Trindade bateu de porta em porta nas casas da QE 30 do Guará II. Ele foi atendido por Geralda Cândida Santos Nascimento, de 79 anos, que estava sozinha em casa quando o suspeito a abordou, oferecendo serviço de marceneiro.

Como a idosa precisava de um reparo na caixa d’água, abriu o portão para que o homem entrasse. Ela foi encontrada morta, com um fio enrolado no pescoço. A 4ª DP teve acesso às imagens do ônibus que José pegou ao sair da QE 30, onde cometeu o latrocínio, e desembarcou na QI 7, no Guará I.

“Esse verme matou a minha avó”, diz neto de idosa estrangulada no DF

Ele tinha um corte na bochecha e na boca, provocado possivelmente por uma luta corporal com a vítima. Logo após o crime José pegou um ônibus e fugiu para Planaltina de Goiás, onde uma filha dele mora. Lá, ele trocou de roupa e fugiu. José Paulo já era foragido do Sistema Penitenciário desde 2015.

Veja fotos de José Paulo divulgadas pela polícia quando ele ainda era procurado:


0

O post “Matei porque reagiu”, disse acusado de estrangular idosa no DF apareceu primeiro em Metrópoles.