Na Argentina, Batakis deixa o ministério da Economia após 24 dias

0

Comunicado divulgado nesta quinta-feira (28/7) pelo governo da Argentina confirma a saída de Silvina Batakis do Ministério da Economia, 24 dias após a ministra assumir a titularidade da pasta. Ela teria oferecido o cargo após rumores de que o presidente Alberto Fernández negociava sua substituição pelo chefe da Câmara dos Deputados da Argentina, Sergio Massa.

Na nota, o governo argentino afirma que a troca de ministro em uma das pastas mais sensíveis para o país seria para um “melhor funcionamento, coordenação e gestão”. Massa, confirmando as informações de bastidores, assume como novo ministro da economia da Argentina.

Veja o comunicado:

Bataki foi convidada a assumir o ministério no início deste mês (3/7) por Fernandez. Ela entrou no cargo após a renúncia do ex-ministro Martin Guzmán, em meio a crises e tensões.

Agora, Sergio Massa assumirá um “superministério”. Ele será responsável pelas pastas da Economia; Desenvolvimento produtivo e Agricultura; Gado e pesca; e Relações com órgãos internacionais e de crédito.

Inflação

Em junho, a variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) foi de 5,3%. Com isso, a inflação do país acumula alta de 64% nos últimos 12 meses – pior patamar desde 1992.

No mês passado, os itens que registraram maior aumento foram os de saúde, com alta de 7,4%, seguido pelas tarifas de água e combustíveis, com crescimento de 6,8%.

Para conter a inflação, o Banco Central da Argentina elevou sua taxa básica de juros em 300 pontos-base para 52%, o aumento mais acentuado desde 2019.

O post Na Argentina, Batakis deixa o ministério da Economia após 24 dias apareceu primeiro em Metrópoles.