O silêncio de Freixo sobre a relação de André Ceciliano e Castro

0

Marcelo Freixo não respondeu aos questionamentos da imprensa, na última quarta-feira (27/7), sobre a relação de André Ceciliano com seu principal oponente, o governador Cláudio Castro. Ceciliano é o nome do PT ao Senado pelo Rio de Janeiro e compõe a chapa de Freixo, que tenta o governo fluminense pelo PSB.

Freixo respondeu apenas que era “necessário derrotar o bolsonarismo”, que é representado por Castro, candidato do PL. O pessebista não comentou a proximidade de seu colega de chapa com o governador.

Nas últimas semanas, Ceciliano acompanhou Castro em diversas agendas pelo Rio. Neste sábado (30/7), inclusive, o petista chegou a ser confirmado em um encontro chamado “Grande Reunião pelo Rio”, organizado pelo filho de Sergio Cabral, o ex-deputado Marco Antônio Cabral, e que teria a presença de Castro. Os dois, contudo, decidiram não comparecer.

A relação próxima de Ceciliano e Castro não é uma novidade na Guanabara. No aniversário do governador, em abril, o petista deixou de ir em um jantar com Lula e apoiadores para prestigiar o candidato de Jair Bolsonaro. Além disso, exibe alianças com deputados federais e estaduais da base governista.


0

Quando questionado sobre o assunto, Ceciliano costuma dizer que tem boa relação com todos os lados da política e ressalta que, como presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, deve prezar pelo bom diálogo. Nos bastidores, a postura é endossada pelo PT, que vê a proximidade como algo que possa trazer vantagem política para Lula.

O post O silêncio de Freixo sobre a relação de André Ceciliano e Castro apareceu primeiro em Metrópoles.