Paula Belmonte vai ao STF contra Izalci alegando vazamento de atestado

0

A deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) decidiu ingressar no Supremo Tribunal Federal (STF) com pedido de explicações em juízo ou interpelação criminal contra o senador Izalci Lucas (PSDB-DF). A parlamentar alega que o colega vazou um atestado de saúde dela.

Segundo Paula, o documento foi enviado ao senador informando que ela não poderia participar de reunião da Federação PSDB/Cidadania em decorrência de um problema de saúde. Junto com o ofício, foi enviado um atestado médico ao senador como justificativa da ausência da parlamentar.

O atestado foi assinado por um médico psiquiatra e determinava que Paula precisava de três dias de afastamento a partir de 27 de julho. A parlamentar e sua equipe reclamam que, após encaminharem o atestado apenas para Izalci, jornalistas começaram a procurá-los afirmando ter o documento em mãos.

“A nenhuma pessoa, além do senador, foi enviado o documento”, diz a equipe de Belmonte, em nota.

De acordo com o texto da interpelação da deputada, a divulgação do atestado ofende o princípio resguardado pela Lei Geral de Proteção de Dados e configura violência política contra a mulher.

Vídeo. Paula Belmonte chora após ter nome vetado ao GDF: “Foi goela abaixo”

Segundo a deputada Paula Belmonte, a interpelação tem o objetivo de reparar uma injustiça e também alertar a sociedade sobre os limites da disputa política, que não pode se tornar um vale tudo em que se atenta contra a ética e a dignidade humana.

O que diz Izalci

Em nota, a coordenação de comunicação da campanha de Izalci negou a acusação de Belmonte e disse que “não distribuiu qualquer informação a respeito da saúde da deputada federal”. O texto ainda ressalta: “A orientação do senador Izalci para todos os integrantes de sua pré-campanha é a de respeitar a privacidade das pessoas e manter o debate exclusivamente no campo político-partidário”.

Desentendimentos

Nesta terça-feira (26/7), Paula chorou em uma live no Instagram após ter o nome vetado pela executiva nacional da federação entre o PSDB e o Cidadania para disputar o governo do Distrito Federal.

Por 13 votos a 6, ela perdeu o endosso nacional de correligionários para manter a candidatura majoritária ao Palácio do Buriti. O nome referendado foi o do senador tucano Izalci Lucas.

Federação bate o martelo e escolhe Izalci como candidato ao GDF

Um dia depois, veio à tona o atestado de Paula.

O post Paula Belmonte vai ao STF contra Izalci alegando vazamento de atestado apareceu primeiro em Metrópoles.