Piquet também foi homofóbico contra Hamilton: “Devia estar dando o c*”

0

Em entrevista concedida no ano passado a um canal do YouTube chamado ‘Motorsports Talks’ divulgada esta semana, o ex-piloto de Fórmula 1, Nelson Piquet, chocou o mundo ao usar um termo racista ao se referir ao britânico Lewis Hamilton. Porém, em outro trecho vazado nesta quinta-feira (30/6), Piquet voltou a chamar Hamilton de “neguinho” e usou termo homofóbico.

Na entrevista, Piquet foi questionado sobre Keke Rosberg, ex-piloto de Fórmula 1 campeão mundial em 1982 e um dos grandes rivais do brasileiro. Ao falar sobre o adversário em tempos de pista, Piquet disse que Rosberg era um “bosta” e proferiu termo homofóbico contra Hamilton.

“O Keke? Era um bosta, não tinha valor nenhum. É que nem o filho dele (Nico Rosberg). Ganhou um campeonato. O neguinho devia estar dando mais c… naquela época, aí tava meio ruim”, afirmou o brasileiro dando risada.

Com o primeiro vazamento da entrevista, a Fórmula 1, FIA e a Mercedes prestaram solidariedade a Lewis Hamilton através das redes sociais por meio de comunicado. A Fórmula 1 estuda banir Nelson Piquet do paddock e o Clube dos Pilotos Britânicos (dono de Silverstone) suspendeu a inscrição do brasileiro.

Piquet chegou a se pronunciar com pedido desculpas e afirmou que a interpretação do termo racista usado por ele foi feita de maneira equivocada.

Vale lembrar que em 2020, em entrevista ao canal de YouTube de Júnior Coimbra, o brasileiro também falou de Ayrton Senna de maneira homofóbica ao dizer que o ex-piloto, já falecido, era gay e se casou com mulheres apenas para enganar a imprensa.

Quer saber tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

O post Piquet também foi homofóbico contra Hamilton: “Devia estar dando o c*” apareceu primeiro em Metrópoles.