Racismo: Mulher que ofendeu filhos de Ewbank é liberada em Portugal

0

A mulher que foi vista discutindo com Giovanna Ewbank após falas racistas contra Títi e Bless, filhos da atriz e Bruno Gagliasso, estava alcoolizada no momento da detenção e já foi liberada. A informação é do jornal português Público.

Segundo a publicação, a Divisão de Comunicação e Relações Públicas da GNR (Guarda Nacional Republicana) confirmou também que existem testemunhas que atestam os insultos denunciados pelos atores. O jornal não informa se a suspeita pagou alguma fiança.

De acordo com comunicado da assessoria de imprensa da celebridade brasileira, a família passava férias na Costa da Caparica quando foi surpreendida por xingamentos proferidos às crianças e a um grupo de cerca de 15 pessoas negras que estavam no restaurante Clássico Beach Club. “A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outros absurdos”, descreveram.


0

Ainda no texto, a assessoria afirmou que a atriz e o marido, Bruno Gagliasso, foram à delegacia, onde prestaram queixa formal.

O colunista Lucas Pasin, do UOL, publicou, no Instagram, um vídeo do exato momento em que a mulher é levada pelas autoridades locais.

Veja:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Lucas Pasin (@lucaspasin)

Entenda o caso

A coluna LeoDias teve acesso, com exclusividade, ao vídeo em que a atriz Giovanna Ewbank discute com a mulher em Portugal. Segundo fontes que estiveram no local, o motivo da briga foi que os filhos da atriz teriam sofrido racismo. Na imagens, é possível ouvir Ewbank chamando a mulher de “racista nojenta”.

Veja o vídeo 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Leo Dias (@leodias)

Leia o comunicado na íntegra

Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias.

Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outros absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos”.

Confirmamos, conforme vídeos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada escoltada e presa.

Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa.

A Trigo Casa de Comunicação lamenta as agressões sofridas por Títi, Bless e os turistas angolanos e apoia integralmente as ações tomadas por Giovanna e Bruno. Racismo é crime.

O post Racismo: Mulher que ofendeu filhos de Ewbank é liberada em Portugal apareceu primeiro em Metrópoles.