Taxa de desemprego cai para 9,3% e atinge 10,1 milhões de brasileiros

0

A taxa de desemprego no Brasil recuou para 9,3%, uma queda de 1,8 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre deste ano, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (29/7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este é o menor índice para o período desde 2015 (8,4%), época em que a economia vivia uma recessão.

Em números absolutos, a população desempregada corresponde a 10,1 milhões de brasileiros, total que recuou 15,6% (menos 1,9 milhão de pessoas desocupadas) em relação ao trimestre anterior, e 32% em relação à comparação anual.

As estatísticas oficiais consideram população desempregada como a parcela de brasileiros que está sem trabalho e segue em busca de recolocação no mercado. Quem não tem emprego e não está em busca de uma vaga não entra no cálculo.


0

O contingente de pessoas empregadas, equivalente a 98,3 milhões, atingiu recorde na série histórica, inicada em 2012. Neste trimestre, o índice registrou um aumento de 3,1% (mais 3 milhões) ante os três meses anteriores. Em relação ao mesmo período em 2021, a alta foi de 9,9%, ou seja, mais 8,9 milhões.

O nível da ocupação, estimado em 56,8% também foi o mais alto para um trimestre encerrado em junho desde 2015. O dado equivale ao número de pessoas ocupadas em idade para trabalhar.

A taxa de informalidade, por sua vez, é referente a 40% da população ocupada, contra 40,1% no trimestre anterior e 40% no mesmo período de 2021. O número de trabalhadores informais chegou a 39,3 milhões, recorde da série histórica do indicador, iniciada em 2016.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), referente ao último trimestre. O levantamento do IBGE leva em consideração o tanto mercado de trabalho formal quanto o informal.

O post Taxa de desemprego cai para 9,3% e atinge 10,1 milhões de brasileiros apareceu primeiro em Metrópoles.