Boletos falsos: empregados de loja são suspeitos em golpe de R$ 1,5 mi

0

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás realiza, nesta quarta-feira (17/8), uma operação em Goianira, região metropolitana da capital, contra um grupo de funcionários de uma loja de eletrodomésticos suspeito de aplicar golpes que somam mais de R$ 1,5 milhão na empresa. Três pessoas já foram presas.

De acordo com as investigações, os suspeitos emitiam boletos bancários falsos. Dessa forma, segundo a Polícia Civil, o dinheiro ia para a conta deles, ao invés de seguir para o caixa da loja, que não teve o nome divulgado.

A polícia informou que os crimes ocorreram no período de abril a maio deste ano. Ao longo do dia, a equipe de investigação deverá cumprir sete mandados de busca e apreensão e oito de prisão. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados.

Documentos, veículos, equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos teriam sido comprados com o dinheiro do golpe.

Segundo a Polícia Civil, as contas dos investigados foram bloqueadas. De acordo com a investigação, os boletos emitidos eram entregues para os clientes, que pagavam acreditando que o dinheiro estava indo para a loja. No entanto, quem se beneficiava do valor eram os funcionários envolvidos no esquema.

O Metrópoles não identificou a defesa dos suspeitos, já que os nomes deles não foram divulgados pela polícia até o momento em que este texto foi publicado, mas o espaço segue aberto para manifestações.

O post Boletos falsos: empregados de loja são suspeitos em golpe de R$ 1,5 mi apareceu primeiro em Metrópoles.