Denunciada, Globo precisa alterar classificação etária de A Favorita

0

A Rede Globo foi denunciada no Ministério da Justiça e Segurança Pública por conta da classificação indicativa da novela A Favorita. O folhetim, datado de 2009, está em exibição no Vale a Pena Ver de Novo, que toma uma parte das tardes da emissora. O despacho que determinou a alteração foi publicado nesta quinta-feira (4/8) e entra em vigor imediatamente.

Emitido por Eduardo de Araujo Nepomuceno, coordenador do chefe da Coordenação de Política de Classificação Indicativa do Governo Federal, a denúncia foi reita por um “cidadão”, que não teve o nome revelado, “especificando a existência de conteúdos inconsistentes com a classificação outrora atribuída”.

O órgão identificou que a denúncia tinha relevância e, dessa maneira, deveria ser submetida à nova análise técnica. Assim, foram apontados “conteúdos díspares em relação à classificação indicativa de “não recomendado para menores de 12 (doze) anos”. O aviso da novela impõe restrições por conter cenas de violência, drogas lícitas e conteúdo sexual.

“A decisão é válida para a obra completa e para as derivadas que porventura estejam em exibição. É facultado ao interessado solicitar o processo derivado nos casos de supressão de conteúdos de obras já classificadas, desde que mantida a classificação do processo original”, esclarece um trecho do despacho.

Dessa maneira, a emissora precisa, em até cinco dias corridos, utilizar a nova classificação etária em qualquer plataforma ou canal de exibição de conteúdo. Ou seja, a Globo, assim como a Globoplay, devem alterar o alerta no início da trama.

Metrópoles entrou em contato com a emissora, mas não obteve resposta. O espaço segue aberto para eventuais pronunciamentos.

O post Denunciada, Globo precisa alterar classificação etária de A Favorita apareceu primeiro em Metrópoles.