Motorista de app desaparece após aceitar corrida; família pede ajuda

0

Rio de Janeiro – Familiares e amigos de William Ferreira da Silva, de 31 anos, pedem ajuda nas redes sociais para localizar o motorista de aplicativo, que desapareceu no último domingo (31/7).

Ao jornal O Globo, o irmão de William, Wallace Ferreira, disse que o último contato dele foi em um grupo de um aplicativo de mensagens. No texto, o motorista dizia que faria uma corrida do Flamengo, na zona sul do Rio, até a Fazenda Botafogo, em Acari, na zona norte.

“O último contato dele foi às 21h30 em um grupo de WhatsApp. Ele tem esse grupo com motoristas da Uber para trocar informações e tudo mais. Meu irmão mandou um áudio dizendo que pegou um passageiro no Flamengo e ia deixá-lo na Fazenda Botafogo. Como ele mora perto, no Parque Columbia, aproveitou essa viagem para ir direto para casa porque estava com sono”, explicou o irmão ao jornal.


0

 

Segundo Wallace, às 2h, ele chegou a tentar contato com a ex-namorada, mas sem sucesso. “Ela estava dormindo e não ouviu. A última vez que meu irmão olhou o celular foi às 3h”, disse.

Depois de conversar com alguns colegas de profissão do irmão, Wallace foi até hospitais e comunidades para procurar por William, além de ter ido à delegacia registrar um boletim de ocorrência.

“Estamos achando que ele pode estar em algum cativeiro dentro de uma comunidade, talvez com um grupo de estelionatários. No grupo de WhatsApp que ele trabalha, por exemplo, dois meninos foram sequestrados na semana passada e depois foram liberados. Estamos otimistas nesse sentido”, completou o rapaz.

O caso foi registrado na 39ª DP (Pavuna) e é investigado pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).

O post Motorista de app desaparece após aceitar corrida; família pede ajuda apareceu primeiro em Metrópoles.