Paciente desaparece após ser internado em hospital da Asa Norte

0

Familiares de Hélio Veloso dos Santos Ribeiro (foto em destaque) estão há quatro dias sem notícias do familiar. O homem, de 48 anos, teria sido levado ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran) por volta das 13h de quinta-feira (11/8) para tratar uma grave infecção no pé.

No entanto, horas depois de ser internado, já na sexta-feira (12/8), o paciente – que tem problemas psiquiátricos e estava morando na rua – fugiu do hospital. Ainda segundo os parentes, ele não recebeu alta e não aparece o nome no sistema do hospital. A família segue sem notícias do parente desde então.

“Passamos o dia inteiro esperando atendimento enquanto uma médica nos jogava de um lado para o outro fazendo pouco caso. Pelas próprias palavras dela: ‘No estado que ele está é inviável fazer o meu trabalho’, lamenta a prima do paciente, Rosilene Ribeiro do Carmo. “Uma pessoa que não está em condições de andar, ainda com acesso, saiu do hospital sem que ninguém visse”.

Veja fotos do desaparecido:


Publicidade do parceiro Metrópoles


0

Hélio vivia pelas ruas da 307 Norte. Parentes planejam espalhar cartazes para ajudar a localizar o desaparecido. “Ele estava morando na 307 Norte. Todos os moradores dos prédios conhecem ele”, comenta Rosilene. “Vamos espalhar fotos dele pelo Plano Piloto e perto do hospital. Não deve ter ido muito longe”.

Rosilene conta que ainda não registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento por necessitar do prontuário fornecido pelo Hran. “O hospital não se manifesta. Estamos com os pés e mãos atadas, pois temos que pegar um prontuário para dar entrada com um boletim de ocorrência e estão enrolando para nos entregar”, revela a familiar. “Quando descobrimos que ele tinha fugido, o nome dele nem estava no sistema”

Procurada pelo Metrópoles, a Secretaria de Saúde não havia se manifestado até a publicação desta reportagem. O espaço segue em aberto para eventuais manifestações.

O post Paciente desaparece após ser internado em hospital da Asa Norte apareceu primeiro em Metrópoles.