Polícia prende cônsul alemão por morte de marido no Rio de Janeiro

0

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu o cônsul Uwe Herbert Hahn, lotado no Consulado da Alemanha no Rio, no início da noite deste sábado (6/8). Uwe Hahn é suspeito de ter matado o marido, o belga Walter Henri Maximilien Biot.

Inicialmente, quando o corpo de Biot foi encontrado, o diplomata alemão Uwe Herbert Hahn tinha dito que o marido “tomava pastilhas para dormir” e “bebia muito”. Os socorristas concluíram que o homem teria sofrido um mal súbito, no entanto, não quiseram atestar a morte.

Biot foi encontrado por um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em parada cardiorrespiratória e com lesões no corpo na noite dessa sexta-feira (5/8). O belga tinha um ferimento na cabeça e outro nas nádegas.

Investigações

O caso, no entanto, foi registrado na 14ª DP (Leblon) e começou a ser investigado. A perícia da Polícia Civil foi chamada e encontrou situações suspeitas no apartamento do casal.

A primeira delas é o que local foi limpo por uma secretária do alemão. A moça relatou à polícia que teria feito o trabalho porque o cachorro estava lambendo poças de sangue.

A polícia também analisou que o corpo da vítima tinha múltiplas lesões. O homem sofreu traumatismo craniano provocado por uma lesão na nuca. Também foram identificados machucados no rosto, peito, barriga, pernas e nádegas.

consul alemão preso e marido belga preso
Walter (E) e Uwe (D): o casal estava junto havia 23 anos

O post Polícia prende cônsul alemão por morte de marido no Rio de Janeiro apareceu primeiro em Metrópoles.