Vídeo: com livro de Hitler, homem faz ofensas contra negros e gays

0

Um homem de 39 anos fez ataques contra negros e gays nesta terça-feira (2/8) após ser flagrado na Biblioteca Mário de Andrade (BMA), em São Paulo, lendo “Mein Kampf” (traduzido como “Minha Luta”), livro escrito pelo ditador alemão nazista Adolf Hitler. Após ser repreendido por pessoas no local, ele fez ataques racistas e homofóbicos.

“Não gosto de negro. A cultura deles é uma bosta. Se prestassem, não eram discriminados pela sociedade — disse o homem”, Wilho da Silva Brito. “Você vai à Praça da Sé e vê um monte de negro vendendo celular roubado na praça pública. Aí quer dizer que sou racista?”.

Ao ser chamado de racista, ele disse: “Não gosto de negro, quem gosta de macaco é zoológico”.

“Estou aqui estudando, tentando melhorar, sair da porra desse país, que é um lixo. E vocês com esse papo de macaco, de favela, entendeu. Não sou obrigado a usar drogas, ficar chupando rola nas portas do banheiro público não, igual muitos fazem aqui”, continuou.

Veja o vídeo:

Pelas redes sociais, a BMA disse que o homem já tinha causado problemas no local e que ele foi levado para a 77ª Delegacia de Polícia para registro de ocorrência.

“A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, repudia veementemente as falas e atitudes nazistas, homofóbicas e racistas do frequentador flagrado na tarde desta terça-feira (02) na Biblioteca Mário de Andrade (BMA), um espaço marcado pelo respeito às diferenças de gênero, raça, orientação sexual e pela celebração da diversidade”, diz a BMA, em nota.

O post Vídeo: com livro de Hitler, homem faz ofensas contra negros e gays apareceu primeiro em Metrópoles.