Acusado de matar mulher que reagiu a importunação sexual em bar é condenado no DF

0

Acusado de assassinar a facadas Sheila da Silva Resende, 32 anos, em 4 de julho de 2021, Marcos Antonio Pires de Brito foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão em regime fechado. O feminicídio ocorreu em um bar no Setor Sul Gama, depois de a vítima reagir a uma importunação sexual.

Briga em bar do DF termina com mulher de 32 anos executada a facadas

O processo foi analisado pelo Tribunal do Júri do Gama, e a decisão saiu na terça-feira (20/9). Além de ficar preso, Marcos Antonio deverá pagar indenização mínima de R$ 20 mil à família da vítima, por danos morais.

Entre as teses defendidas pela acusação estava a de que o crime ocorreu por motivo torpe, pois a vítima não teria deixado o acusado passar a mão no corpo dela. Sheila não teria sido a única importunada pelo agressor, que assediou outras mulheres depois de chegar ao bar.

O comportamento levou a uma discussão entre Marcos Antonio e outros clientes, e o acusado ameaçou voltar armado ao estabelecimento.

Ao retornar e assediar Sheila, teve início uma briga generalizada. O agressor sacou uma faca e atacou a vítima, que morreu no local, antes da chegada da polícia.

Marcos Antonio foi preso horas depois, perto do local do crime, depois que os policiais receberam informações sobre o veículo usado por ele para escapar.

Ainda com sangue da vítima, a arma usada no crime foi encontrada dentro do carro. Um segundo envolvido, de 31 anos, teria contribuído com a fuga do acusado, mas acabou liberado na delegacia.

Com informações do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT)

O post Acusado de matar mulher que reagiu a importunação sexual em bar é condenado no DF apareceu primeiro em Metrópoles.