Bruno Fagundes sobre papel gay em série da Netflix: “Aceitei por isso”

0

Bruno Fagundes, enfim, realizou o sonho de estar em duas produções de TV ao mesmo tempo. No ar como o vilão Renan em Cara e Coragem, novela das sete da Globo, ele já pode ser visto como Rafael em Só Se For Por Amor, lançada nesta quarta-feira (21/9) pela Netflix. Na série, inspirada no universo sertanejo, o ator não usa cinto de fivela nem chapéu, e na pele de um produtor homossexual enfrenta a LGBTfobia enraizada no interior do Brasil.

Em entrevista ao Metrópoles no lançamento de Só Se For Por Amor, Bruno Fagundes revela ter aceitado o papel justamente pelo desafio de interpretar um homem gay em um ambiente conservador. Embora Rafael tenha menos destaque em relação a seus outros personagens na Netflix, o artista de 33 anos considera este trabalho revelante para a sociedade.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


Publicidade do parceiro Metrópoles 2


0

“Esta foi a razão pela qual aceitei esse personagem. Fiz uma participação em Sense8, uma série americana, trabalhei com a Lana Wachowski. Fiz três temporadas de 3%, em que eu era o antagonista. E aí me veio Só Se For Por Amor, em que meu personagem é menor, mas não acredito que personagem pequeno exista. Quando li sobre ele, falei: ‘A importância dele é essa’, falar com o público heteronormativo e majoritariamente machista, obviamente sem generalizar, de um Brasil profundo, que se esconde atrás do preconceito, um personagem que livremente é quem ele é dentro desse ambiente, e mais: é respeitado por ser quem ele é. A função dramatúrgica e social dele é imensa. Então não existe personagem pequeno”, analisa.

Bruno Fagundes chora ao celebrar dois papéis simultâneos na TV

Pela primeira vez no audiovisual, Bruno Fagundes interpreta dois personagens completamente diferentes. Durante a entrevista, ele se emocionou e até chorou ao celebrar este auge profissional, após anos batalhando contra o peso de ser filho de ninguém menos do que Antônio Fagundes e a dificuldade de trabalhar com cultura no país.

“Um dos meus sonhos na vida era ter dois trabalhos simultâneos radicalmente diferentes em duas grandes plataformas. Fico arrepiado ao falar. Até emociono, de verdade [chora]. Eu nunca descanso. Sou um cara apaixonado pelo que faço. Quem se cansar do Renan vai poder curtir o Rafael e vice-versa, e vai ver um ator em dois trabalhos tão diferentes um do outro. Eu me dediquei muito para conseguir fazer dois personagens diferentes, me preocupei muito com isso… ah, estou emocionado! Eu sou chorão, eu sou da sofrência (risos)”, suspira.

O último parágrafo é um “spoiler” de Só Se For Por Amor. Então, se você, leitor, não quiser saber um detalhe importante da história de Rafael na série sertaneja, pare de ler agora. Na série, o personagem de Bruno Fagundes se relaciona com um rapaz evangélico e virgem, que está prestes a se casar, mas reprime os sentimentos. O ator faz campanha para que o público apoie o relacionamento.

“Ele é apaixonante, apaixonado, apaixonável. Tentei fazê-lo assim. Parte da trama é esse ‘gato e rato’ entre Nelton (Adriano Ferreira) e Rafael. Quero muito que shippem esse casal, quero muito que criem a tag #RafaNelton. Foi muito legal fazer um personagem que está ali disposto, aberto, disponível para conhecer, disponível para o amor, disponível para se libertar da própria dor. Ele é um cara que passou por algumas coisas na vida dele também”, antecipa.

Assista ao trailer de Só Se For Por Amor, série da Netflix:

O post Bruno Fagundes sobre papel gay em série da Netflix: “Aceitei por isso” apareceu primeiro em Metrópoles.