Dermatologista revela os benefícios do jejum intermitente de pele

0

O jejum intermitente consiste em não ingerir alimentos sólidos entre 16 e 32 horas algumas vezes por semana de forma programada. Em seguida, se volta à alimentação habitual, que deve, de preferência, estar baseada em insumos com baixo teor de açúcar e gordura. Quanto às vantagens desse tipo de regime, muitas já são conhecidas, como a desintoxicação do organismo e a melhora da disposição e da agilidade mental.

Mas você já pensou na possibilidade de o jejum intermitente ser benéfico também para a pele? Sim, esse conceito pode ser aplicado à rotina de skincare. Quem garante isso é a dermatologista Cristina Salaro. Segundo a especialista, o método, chamado de skin fasting, em inglês, visa deixar a cútis “respirar”.

A médica explica que, na verdade, a técnica resume-se em interromper a utilização de qualquer produto ou ativo sobre a derme por um período de tempo. “Essa aplicação, se não for feita de forma correta e com ativos e veículos apropriados, pode desencadear o aumento da oleosidade da pele e da acne, além de piorar quadros de rosácea e dermatite”, elucida.

Cristina Salaro

No caso da maquiagem, ela conta que suspender seria interessante, mas não obrigatório. “Se for possível, com certeza a pele se beneficiaria”, diz.

Adepta do skin fasting há mais de 20 anos, Cristina costuma indicá-lo a seus pacientes, sobretudo à noite. “O intuito é prevenir a sensibilização da pele e melhorar a aceitação de ativos noturnos nos dias posteriores”, revela.

Skincare
Dermatologista explica o que é o jejum intermitente de pele

No entanto, a especialista faz o alerta: “Cabe observar que a utilização de sabonete para lavar o rosto e filtro solar, quando há exposição ao sol, é mantida”.

Com o jejum em prática, aos indivíduos que possuem sensibilidade na região, em especial quando se desenvolve alergia a determinado produto, a profissional recomenda apenas lavar o rosto com sabonete suave. “Opte por um com pH apropriado”, acrescenta.

Ela também sugere compressas de chá de camomila na face. “Por vezes, é necessária a interrupção por alguns dias até mesmo do filtro solar. Meia semana sem ele já produz um bom resultado”, comenta a dermatologista.

Skincare
Você já pensou na possibilidade de o jejum intermitente ser benéfico também para a pele?

De acordo com a médica, o jejum intermitente da pele pode ser realizado rotineiramente por todos e, também, em casos de necessidades mais específicas. “Ele é capaz de prevenir a sensibilização da pele quando ela já tem tendência a ser sensibilizada por cosméticos ou medicamentos”, reitera Cristina.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

O post Dermatologista revela os benefícios do jejum intermitente de pele apareceu primeiro em Metrópoles.