Documentário brasiliense explora falta de mulheres na política

0

Estreia nesta quarta-feira (21/9) no Cine Brasília o documentário Me Farei Ouvir. Com direção de Bianca Novais e Flora Egécia, além de roteiro de Dandara Lima, o filme investiga a sub-representação de mulheres na política brasileira. A trilha sonora original é de Ellen Oléria e Paola Lappicy, e a produção conta com equipe exclusivamente composta por mulheres.

A produção é fruto de um projeto sem fins lucrativos e não teve apoio de recursos públicos. Para financiá-lo, foi necessário fazer uma campanha de arrecadação que até mesmo ultrapassou a meta. Foram mais de 800 doadores.

Me Farei Ouvir cruza a trajetória de mulheres diversas, com experiência ou militância política, notórias ou estreantes. Há depoimentos inéditos de Benedita da Silva, Áurea Carolina, Luísa Canziani, Joênia Wapichana, Erica Malunguinho, Flávia Biroli, Gabriela Rollemberg, Ilka Teodoro, Ivanete Oliveira, Maria Abadia e Marta Suplicy.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


0

A estreia será seguida de uma roda de conversa, com participação da administradora regional do Plano Piloto, Ilka Teodoro.

“Foi uma alegria muito grande receber o convite para ser uma das entrevistadas do documentário. Esse é um assunto urgente, e precisamos dar voz a mais mulheres. Estamos em pleno processo eleitoral e é importante dar visibilidade para a pauta de representatividade de mulheres na política”, disse Ilka.

A administradora regional foi candidata a deputada distrital no pleito de 2018. “Pude compreender um pouco mais dessa dinâmica do processo eleitoral, da assistência partidária e tudo o que envolve a corrida eleitoral. Divisão de recursos, tempo de propaganda política e visibilidade. Vivenciei e experimentei tudo no processo de 2018. Considero fundamental o documentário para incentivar outras mulheres a avançarem nesses espaços”, acrescentou.

O curta-metragem foi realizado exclusivamente por mulheres e filmado no segundo semestre de 2019. “Um grito de resistência e esperança em defesa da paridade de gênero e da promoção de mais mulheres na política”, destacou o site da produção.

A estreia ocorrerá às 20h. Além do filme, a meta será estendida para produção, elaboração gráfica e de conteúdo, publicação e distribuição da cartilha “Manual da Mulher Candidata”. Trata-se de um material que ensinará o passo a passo burocrático para que mais mulheres possam se candidatar.

O post Documentário brasiliense explora falta de mulheres na política apareceu primeiro em Metrópoles.