Ganhador da Mega morto em SP foi obrigado a enviar mensagem a banco

0

A Polícia Civil de São Paulo realizou a apreensão de dois suspeitos de assassinarem Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, ganhador R$ 47,1 milhões da Mega-Sena. O homem foi espancado até a morte e abandonado em um trecho da Rodovia Bandeirantes, no estado de São Paulo.

Jonas foi obrigado pelos criminosos a mandar uma mensagem para o gerente de seu banco para que os bandidos tentassem sacar um montante de R$ 3 milhões. O fato foi explicado ao Fantástico, da TV Globo, pela delegada titular da Delegacia de Homicídios da DEIC de Piracicaba, Juliana Ricci.

“Ele estava subjugado. Isso nós temos certeza. Pede a transferência bancária, que foi negada, obviamente, porque o valor era irreal para ser transferido sem ser presencialmente”, explicou a delegada.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


0

Os suspeitos foram identificados como Rogério de Almeida Spínola, Samuel Messias Pereira Batista, Marcos Vinicyus Sales de Oliveira, conhecido como Vini, e Roberto Jeferson da Silva, chamado de Gordo. A polícia cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços dos dois investigados que são donos dos veículos usados no crime e pediu as prisões temporárias dos quatro. Outras duas pessoas seguem foragidas.

A ação dos criminosos foi gravada por câmeras de vigilância e a imagem serviu como base das investigações. O momento em que os suspeitos foram ao banco com o cartão da vítima também foi capturado pela filmagem. O veículo usado no sequestro era dirigido por um rapaz de 22 anos, com passagens pela polícia por estelionato e receptação.

Além disso, os criminosos tinham o apoio de outro veículo, dirigido por um homem de 38 anos sem antecedentes criminais.

Entenda o caso

Familiares de Jonas informaram que o homem saiu para caminhar na terça-feira (13/9) e não voltou. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, Jonas foi encontrado na alça da Rodovia SO 348, na altura do Jardim São Pedro, com ferimentos.

Jonas ficou 20 horas nas mãos dos criminosos e não resistiu aos ferimentos. Ele estava com sinais de espancamento e exames constataram que a vítima sofreu um traumatismo cranioencefálico.

O caso foi registrado como extorsão seguida de morte e é investigado pela Delegacia de Hortolândia, com apoio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba. Jonas teve R$ 20 mil roubados da conta e o cartão de débito levado pelos suspeitos.

O post Ganhador da Mega morto em SP foi obrigado a enviar mensagem a banco apareceu primeiro em Metrópoles.