Influencer que zombou de autistas e gays é condenada a pagar R$ 10 mil

0

A influenciadora Larissa Heringer Rosa, que publicou um vídeo zombando de vagas para autistas em um shopping em Goiânia (GO), por determinação da Justiça, deverá pagar R$ 10 mil à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), a título de reparação de danos coletivos a pessoas com espectro autismo e familiares.

Em nota ao Portal G1, a defesa da influenciadora informou que a cliente sempre esteve a disposição da Justiça e irá cumprir o que foi acordado. O Acordo de Não Persecução Penal (ANPP) foi proposto pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) e aceito por Larissa. O pedido foi homologado na Justiça na última terça-feira (20/9).


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


0

Na gravação publicada por Larissa, que mora em Anápolis (GO), em junho deste ano, a influenciadora mostra uma vaga para autistas e diz que parecia para “viado”. Ela ri e também diz que estacionamento para “gordo estressado” não tem, se referindo a ela.

“Gente, olha isso aqui. Agora, tem vaga exclusiva, vaga exclusiva para autista. Cara, o mundo está muito difícil. Quero saber quando vai ter vaga para gordo estressado”, disse ela, em tom de deboche.

Confira o vídeo:

Discriminação

Larissa foi indiciada por prática e incitação à discriminação de pessoas portadoras de deficiência e às pessoas pertencentes à comunidade LGBTQIA+. A polícia não indiciou a mãe da maquiadora, que estava com ela no carro, por não ter ficado comprovado que ela também participou dos comentários.

No inquérito, a polícia ouviu, além da influenciadora e a mãe, familiares de autistas e representantes de entidades que abordam diversidade sexual e desigualdades sociais.

O post Influencer que zombou de autistas e gays é condenada a pagar R$ 10 mil apareceu primeiro em Metrópoles.