Memória ruim? Saiba qual hábito mudar para melhorar sua cognição

0

As funções cognitivas têm um papel muito importante na nossa qualidade de vida. Afinal, quem não gostaria de melhorar o pensamento, percepção, atenção, memória, linguagem e aprendizado?

As evidências sobre os benefícios do exercício para a cognição são bastante consistentes. Tome como exemplo um estudo de Dooley et al. (2022) que avaliou os níveis de atividade física em 2.708 idosos. Os participantes, com idade média de 69,5 anos, foram divididos em quatro grupos, dos mais ativos aos mais sedentários.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


Publicidade do parceiro Metrópoles 2


Publicidade do parceiro Metrópoles 3


Publicidade do parceiro Metrópoles 4


Publicidade do parceiro Metrópoles 5


0

De acordo com os resultados, os mais ativos apresentaram melhor função cognitiva, o que incluía memória, fluência verbal e função executiva. Quando comparados aos sedentários, eles tiveram 48% menos chance de desenvolver dificuldades com suas lembranças e 51% menos risco de sofrer confusão mental e lapsos de memória. Ou seja, se aumentássemos os níveis de atividade física dos mais velhos, poderíamos reduzir pela metade a quantidade de pessoas com problemas cognitivos.

Exercício significa saúde! Viver muitos anos com qualidade é o que todos nós queremos. Por isso, coloque o exercício na sua rotina e desfrute de diversas vantagens.

O post Memória ruim? Saiba qual hábito mudar para melhorar sua cognição apareceu primeiro em Metrópoles.