Soraya Thronicke diz que Meirelles “deve ter razões” para apoiar Lula

0

Soraya Thronicke, candidata do União Brasil à Presidência da República, afirmou, nesta quarta-feira (21/9), que Henrique Meirelles (União Brasil), seu colega de partido, deve ter “motivos” para se aproximar de Lula (PT).

Na segunda-feira (19/9), Meirelles participou de ato em apoio a Lula, em São Paulo. O político filiado ao União Brasil foi presidente do Banco Central no governo do petista, ministro da Fazenda na gestão de Michel Temer e candidato à Presidência pelo MDB em 2018.

“Ele deve ter as razões dele e respeito, sem problema nenhum. O Meirelles tem se aproximado cada vez mais do Lula e do PT. É um direito dele”, afirmou a candidata sobre o colega de partido, em sabatina organizada pelo jornal O Tempo.

Presidente, governador, senador e deputado: veja quem são os candidatos nas Eleições 2022

Soraya foi questionada sobre críticas à equipe econômica do governo do PT, da qual Meirelles fazia parte durante a gestão de Lula. Ela respondeu que as críticas foram direcionadas ao partido, e não a Meirelles.

“Não vou criticar uma pessoa do meu partido que sequer está integrando a minha equipe econômica e nem a de Lula”, afirmou. Depois, Soraya ressaltou que conheceu o ex-ministro “em palanque”, mas que não sabe como ele pensa atualmente. “As pessoas têm direito de mudar de pensamentos”, disse.

Sobre a agenda econômica defendida pelo Partido dos Trabalhadores, Soraya afirmou que o modelo é “inchado e retrógrado”.

“O que foi que o PT fez durante os 16 anos de governo? Lula vai continuar com o vetusto modelo econômico deles? Ele não presta contas, não diz o que vai fazer. E nós já sabemos que o modelo econômico da esquerda é inchado, um modelo retrógrado”, defendeu.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


Publicidade do parceiro Metrópoles 2


Publicidade do parceiro Metrópoles 3


Publicidade do parceiro Metrópoles 4


Publicidade do parceiro Metrópoles 5


0

Meirelles e Lula

Além de Meirelles, outros ex-candidatos à presidência da República participaram do encontro com Lula na última segunda-feira. Entre eles, Geraldo Alckimin (PSB), candidato a vice na chapa do petista, Guilherme Boulos (PSol), Luciana Genro (PSol) e Cristovam Buarque (Cidadania).

Durante o evento, Henrique Meirelles destacou indicadores econômicos no governo Lula e fez críticas á gestão de Jair Bolsonaro (PL).

Depois, em pronunciamento nas redes sociais, Meirelles disse que sua participação no evento ocorreu com “tranquilidade e confiança”. “Sei o que funciona e o que pode funcionar no Brasil”, escreveu.

O post Soraya Thronicke diz que Meirelles “deve ter razões” para apoiar Lula apareceu primeiro em Metrópoles.