Vini Jr. recebe apoio de novatos da Seleção após ser vítima de racismo

0

Após ter sido alvo de fala racista do presidente da Associação Espanhola de Empresários de Jogadores, Pedro Bravo, e de cânticos preconceituosos dos torcedores do Atlético de Madri, os zagueiros Bremer, da Juventus, e Ibañez, da Roma, prestaram apoio ao atacante Vinícius Junior, do Real Madrid.

Os novatos da Seleção Brasileira falaram sobre o caso em coletiva de imprensa e se mostraram indignados.  “Isso não pode acontecer, no século em que estamos ainda ter racistas. É uma coisa muito ruim, mas o grupo está fechado. Acabei de chegar, mas vi que o grupo está unido, isso nos fortalece ainda mais pelo nosso objetivo “, disse Bremer.

“São episódios que não deveriam mais existir, é bem difícil, eu não tenho como comentar porque nunca sofri disso. Imagino que da parte dele escutar ofensas dessa maneira é bem difícil, mas aqui na Seleção está todo mundo junto, unido, procurando se divertir e estar concentrado no objetivo”, disse Ibañez.

Ele (Vinícius Júnior) está levando muito bem isso, lógico que são coisas complicadas de falar. Estamos em um século em que não deveria mais ter esse tipo de coisa, temos que andar para frente sempre”, opinou o zagueiro da Roma.

A Seleção Brasileira se apresentou nesta segunda-feira (19/9) para amistosos contra Gana e Tunísia, na França. Os jogos ocorrem na sexta (23/9) e terça (29/9), respectivamente.

O post Vini Jr. recebe apoio de novatos da Seleção após ser vítima de racismo apareceu primeiro em Metrópoles.