Nova Zelândia oferece até R$ 286 mil para trabalhar em paraíso ecológico

0
aga para trabalhar em Haast, na Nova Zelândia, pede conhecimento sobre as espécies nativas.

 

O Departamento de Conservação da Nova Zelândia, na Oceania, está oferecendo um salário anual de até 92.780 mil dólares neozelandeses (em torno de R$ 386 mil, pela projeção do Google) para uma vaga de supervisor de biodiversidade no condado de Haast, que tem menos de 250 moradores permanentes e é cercada por mar e montanhas — que apareceram nos filmes de “O Senhor dos Anéis”. O candidato selecionado trabalhará na natureza, monitorando espécies ameaçadas de extinção e cuidando da administração da área, e terá acomodação gratuita e desconto em viagens. Apesar dos benefícios, até a última semana apenas três pessoas haviam se candidatado.

“O trabalho é em um dos ambientes naturais mais maravilhosos que o país tem a oferecer. É simplesmente espetacular. Mas não é para todo mundo. Você tem que contar consigo mesmo e estar apto a trabalhar ao ar livre. Se seus interesses são ópera e teatro, provavelmente, o trabalho não é para você”, afirmou o gerente de operações do Departamento de Conservação da área, Wayne Costello, ao site “Stuff”. O supermercado mais próximo fica a duas horas de distância da região e o hospital, a quatro horas de carro.

A vaga está aberta para quem possua um visto de trabalho no país e as candidaturas prosseguirão até a próxima terça-feira (1º). O TEMPO preparou um guia de principais pontos de atenção para quem deseja trabalhar fora do Brasil, com dias de um profissional que já trabalhou na Nova Zelândia.

Uma das principais funções do profissional será o monitoramento e a proteção dos kiwis, espécie de ave não voadora nativa da Nova Zelândia, por isso um dos diferenciais para o candidato é ter certificações de trato do animal e da legislação ambiental e de preservação de culturas tradicionais do país. “Estamos buscando por pessoas engajadas com a equipe, que gostem de trabalhar com outras pessoas e ser parte de uma equipe. Mas os candidatos também têm que ser razoavelmente independentes e ter muita iniciativa”, finaliza o gerente Wayne Costello. As candidaturas devem ser realizadas no site do Departamento de Conservação.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui