Advogado do LSD circula em SC com placa: “Lula arma golpe comunista”

0

O advogado que pichou frases desconexas sobre PT, LSD e o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) em monumentos de Brasília foi visto nas ruas de Chapecó (SC), no último domingo (15/1), andando a cavalo e carregando uma placa com os dizeres: “Lula arma golpe comunista”.

O homem se chama Claudemir Antônio Parisotto e é figura frequentemente no centro de Brasília.

Veja:

 

Em frente ao Brasília Shopping, na Asa Norte, o advogado ficava com uma cruz feita de PVC afirmando que Lula drogou Geraldo Alckmin. “O Alckmin foi drogado com LSD, a droga da reeducação comunista”, dizia.

Em outro monumento, o homem pichou os dizeres: “O fruto proibido domina a mente por sete dias” e “Alckmin foi drogado pelo PT com LSD”.

Investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o defensor de 48 anos afirmou morar em Chapecó, no interior de Santa Catarina, e veio a Brasília porque queria conversar com o então ainda presidente Jair Bolsonaro (PL) para dizer que “descobriu” uma droga da “reeducação comunista”.

No final de 2022, ele entrou com um recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a diplomação do presidente eleito, alegando que o petista “praticou estelionato eleitoral mediante uso de droga”.

Parisotto chegou a ser preso após atirar uma pedra contra o Palácio do Planalto, em 22 de dezembro de 2022.

The post Advogado do LSD circula em SC com placa: “Lula arma golpe comunista” first appeared on Metrópoles.