Advogados entram no STF contra defensora que apoiou ato golpista

0

Um grupo de advogados, do grupo Coletivo Direito Popular, entrou com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a defensora pública do Rio de Janeiro que apoiou o ato golpista deste domingo (8/1) em Brasília.

O pedido caracteriza as postagens de Ana Lúcia Bagueira como incitação ao crime e apologia ao crime, além de apontar que ela pode ter cometido o crime de injúria contra ministros do Supremo.

Os advogados argumentam que os fatos podem ser apurados pelo STF, já que têm relação com o ataque à sede da Corte.

Como mostrou a coluna, um grupo de 24 defensores públicos do Rio de Janeiro também pediu à Corregedoria da Defensoria Pública do Estado a suspensão de Bagueira.

The post Advogados entram no STF contra defensora que apoiou ato golpista first appeared on Metrópoles.