Agenda de Lula tem 15 encontros com representantes estrangeiros. Veja

0

Um dia após a posse de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a apresentação oficial de todos os ministros do novo governo, esta segunda-feira (2/1) está reservada para uma atenção maior aos representantes de governos internacionais que vieram até o Brasil para participar das solenidades. Lula terá 15 reuniões durante o dia, todas no Palácio do Itamaraty.

São presidentes, vice-presidentes, primeiros-ministros e um chefe de assembleia legislativa. Os encontros começam às 9h30, e o último está marcado para as 17h30.

Veja a agenda:

  • 09h30 – Reunião com o Rei Felipe VI da Espanha
  • 10h – Reunião com o presidente da Bolívia, Luis Arce Alberto Catacora
  • 10h30 – Reunião com o presidente da República da Argentina, Alberto Ángel Fernández
  • 11h – Reunião com o presidente da República do Equador, Guillermo Lasso
  • 11h30 – Reunião com o presidente da República do Chile, Gabriel Boric Font
  • 12h – Reunião com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza
  • 12h30 – Reunião com o presidente da República da Colômbia, Gustavo Petro
  • 13h – Reunião com a presidenta da República de Honduras, Iris Xiomara Castro Sarmiento
  • 14h30 – Reunião com o vice-presidente da República Popular da China, Wang Qishan
  • 15h – Reunião com o presidente de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço
  • 15h30 – Reunião com o primeiro-ministro da República do Mali, Choguel Kokalla Maiga
  • 16h – Reunião com o presidente da República Democrática do Timor-Leste, José Ramos-Horta
  • 16h30 – Reunião com o vice-presidente da República de Cuba, Salvador Antonio Valdés Mesa
  • 17h – Reunião com o presidente do Conselho de Ministros da República do Peru, Luis Alberto Otárola Penaranda
  • 17h30 – Reunião com o presidente da Assembleia Nacional da República Bolivariana da Venezuela, Jorge Rodrigues

Cerimônia de posse

A cerimônia de posse de Luiz Inácio Lula da Silva teve início às 14h30 de domingo (1º/1), horário em que o petista subiu no Rolls-Royce e deu início ao cortejo pela Esplanada dos Ministérios. Ele saiu da Catedral Metropolitana de Brasília com destino ao Congresso Nacional. Lula foi acompanhado da primeira-dama do país, Rosângela da Silva, a Janja; do vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB); e da vice-primeira-dama brasileira, Lu Alckmin.

No plenário do Congresso Nacional, o novo mandatário recebeu o cumprimento de parlamentares. Às 15h06, Lula e Alckmin foram empossados presidente e vice-presidente da República, respectivamente. Ao assinar o termo de posse, o petista quebrou protocolo e assinou o documento com uma caneta que ganhou de um apoiador piauiense em 1989.

Durante seu discurso no Parlamento, o agora titular da República afirmou que a mensagem ao Brasil é de “esperança e reconstrução”. Ele ainda exaltou uma “democracia para sempre”.

Após a posse, o mandatário eleito recebeu, no Palácio do Planalto, a faixa presidencial e fez um pronunciamento. É de praxe que o novo presidente receba a faixa do antecessor, mas Jair Bolsonaro (PL) se negou a cumprir a tradição e deixou o país na última sexta-feira (30/12). O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) também se negou a fazer a passagem da faixa. A passagem do instrumento foi feita por uma criança, um indígena, uma pessoa com deficiência e uma mulher negra.

Depois, ainda no Planalto, Lula, Janja, Alckmin e Lu Alckmin receberam os cumprimentos de chefes de Estado e representantes de vários países. Depois, foram ao Palácio do Itamaraty para uma recepção.

The post Agenda de Lula tem 15 encontros com representantes estrangeiros. Veja first appeared on Metrópoles.