Anestesista diz que esperava “melhor hora” para abusar de pacientes

0

O médico anestesista colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, preso nesta segunda-feira (16/1) no Rio de Janeiro por estuprar pacientes sedadas durante cirurgias, admitiu em depoimento à polícia ter abusado das mulheres e armazenado pornografia infantil.

Na declaração, o anestesista afirmou que esperava a “melhor hora [momento em que estava sozinho] e aproveitava” para “esfregar seu pênis nas pacientes”. As informações são do portal g1.

Segundo a polícia, o homem afirmou que nunca abusou sexualmente de crianças, “mas satisfaz sua libido vendo imagens e vídeos tanto de meninos quanto meninas”.

“O declarante não sabe precisar o motivo pelo qual nutriu dentro de si a compulsão em ver e armazenar pornografia infantojuvenil”, acrescenta o termo de declaração obtido pelo portal.

Investigação

As investigações apontam que o médico mantinha mais de 20 mil arquivos com imagens de abuso sexual de crianças e adolescentes em seus computadores. De acordo com a polícia, entre as imagens havia registros que incluíam bebês com menos de 1 ano.

Além de armazenar conteúdo com imagens de crianças, o anestesista filmava e colecionava imagens de estupros contra pacientes anestesiadas em procedimentos cirúrgicos em hospitais públicos e particulares do Rio de Janeiro. O caso é investigado pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV).

“A partir de agora, a polícia espera avançar nas investigações, levantando todas as unidades nas quais o médico trabalha, e encontrar novas possíveis vítimas. A captura ocorreu após ações de inteligência e monitoramento pela equipe da DCAV. Todos os materiais apreendidos com o suspeito serão analisados”, informou a PCRJ.

The post Anestesista diz que esperava “melhor hora” para abusar de pacientes first appeared on Metrópoles.