Brasil formaliza volta à Celac dois anos depois de ter deixado o grupo

0

O Ministério das Relações Exteriores brasileiro formalizou o retorno do Brasil à Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), nessa quinta-feira (5/12). A reintegração ocorre dois anos depois de o país ter deixado o grupo regional, durante o governo de Jair Bolsonaro (PL).

O mecanismo é composto por 33 países latino-americanos, e tem como objetivo intensificar a integração regional. O Brasil foi um dos fundadores, em 2008, durante o segundo mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em 2019, Bolsonaro decidiu deixar o bloco, sob argumento de que a Celac seria um “palco para regimes antidemocráticos”.

Em nota, o Itamaraty informou que “o retorno do Brasil à comunidade latino-americana de Estados é um passo indispensável para a recomposição do nosso patrimônio diplomático e para a plena reinserção do País ao convívio internacional”.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, posa com Lula para foto enquanto apertam as mãos. Ambos sorriem - Metrópoles
Em visita a Brasília, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, chamou Lula de “líder” que irá impulsionar a América Latina

O restabelecimento dos vínculos com países vizinhos e a volta aos organismos internacionais são prioridades da política externa do governo Lula, conforme divulgou o chanceler, Mauro Vieira.

O presidente Lula viaja para Buenos Aires em 23 de janeiro para participar da VII Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Celac. Na véspera da reunião, o petista terá um encontro bilateral com o presidente argentino, Alberto Fernández.

The post Brasil formaliza volta à Celac dois anos depois de ter deixado o grupo first appeared on Metrópoles.