Faz carinho excessivo em seu gato? Cuidado, isso pode ser prejudicial

0

Se você é tutor de um gato e ama acariciar o bichano com frequência, não exagere nos beijos e abraços. Uma pesquisa recente aponta que carinho demais pode estressar os animais. Os gatos preferem ter seu próprio espaço e manter a distância dos tutores.

Um estudo divulgado pela revista científica Physiology e Behavior revelou que os gatos tendem a liberar hormônios relacionados à ansiedade quando recebem carinhos indesejados. Por outro lado, aqueles que gostam de afeto não apresentaram maiores níveis de estresse pelo contato humano.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


0

Outro estudo, realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP) em parceria da Universidade Lincoln, no Reino Unido, e a Universidade de Viena, na Áustria, comprovou que alguns gatos não gostam de carinho. Além disso, manter os bichanos presos ou acariciá-los por muito tempo pode deixá-los estressados.

Para chegar a esse resultado, foram analisados 120 gatos em 60 lares diferentes. Em geral, os amigos de quatro patas não ficam confortáveis em serem manuseados quando estão estressados. Esse é o erro mais comum que os tutores cometem. Sendo assim, o melhor é deixar o pet ter seu espaço, e reservar o carinho para momentos especiais ou quando perceber que ele está aberto a isso.

The post Faz carinho excessivo em seu gato? Cuidado, isso pode ser prejudicial first appeared on Metrópoles.