Ministério da Saúde resgata recém-nascido e outras 7 crianças Yanomami

0

Técnicos do Ministério da Saúde já resgataram oito crianças em estado grave da que vivem na terra Yanomami – a maior reserva indígena do país. Os pacientes, incluindo um recém-nascido foram resgatados com quadros de desnutrição severa e malária.

A equipe técnica da pasta faz atendimentos na região desde segunda-feira (16/1), e encaminha as crianças para tratamento na capital Boa Vista (RR).

Segundo informações do MS, o paciente mais novo, de 18 dias de vida, foi levado ao hospital com quadro de pneumonia, e chegou a ter cinco paradas cardíacas. A mãe da criança percorreu três horas até chegar na Unidade Básica de Saúde Indígena (UBSI), no polo base de Surucucu.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta sexta-feira (20/1) que visitará o estado neste final de semana para tratar de questões relacionadas à desnutrição de crianças indígenas dos povos Yanomami.

“Recebemos informações sobre a absurda situação de desnutrição de crianças Yanomami em Roraima. Amanhã viajarei ao Estado para oferecer o suporte do governo federal e, junto com nossos ministros, atuaremos pela garantia da vida de crianças Yanomami”, disse o presidente nas redes sociais.

O presidente estará acompanhado dos ministros da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, da Defesa, José Múcio, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, da Saúde, Nísia Trindade, dos Direitos Humanos e Cidadania, Silvio Almeida, da Secretaria-Geral, Márcio Macedo, dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, e do Gabinete de Segurança Institucional, General Gonçalves Dias.

O intuito do Ministério da Saúde é realizar uma missão para oferecer serviços de saúde aos mais de 30,4 mil indígenas que vivem no local.

“Nos últimos anos, a população Yanomami passou por desassistência e dificuldade de acesso aos atendimentos de saúde. Casos de desnutrição e insegurança alimentar, principalmente entre as mais de 5 mil crianças da região, foram registrados”, disse o Ministério da Saúde.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


0

Saúde dos Yanomami

Em razão da grave precarização das condições de vida dos povos Yanomami, também em decorrência do garimpo ilegal, a população vive uma grande crise sanitária. Apesar da atividade provocar assassinatos dos indígenas, nos últimos meses também foram registradas diversas mortes por desnutrição.

Também pela exploração do garimpo ilegal também vem trazendo incidência de doenças infecciosas. A falta de assistência em saúde também contribuem para o quadro.

Na última quarta-feira (18/1), foi enviado ao estado de Roraima, uma equipe do Ministério da Saúde para fazer um diagnóstico da situação. Em nota, a pasta informou que a expectativa é que, após o levantamento, sejam definidas “ações imediatas para superar a crise sanitária” pela qual passa a população local.

The post Ministério da Saúde resgata recém-nascido e outras 7 crianças Yanomami first appeared on Metrópoles.