MP pede informações sobre medidas adotadas pelo GDF durante vandalismo na Esplanada

0

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) expediu ofício à governadora do DF em exercício, Celina Leão, e ao interventor da União na Segurança Pública do DF, Ricardo Capelli, para solicitar informações sobre as providência adotadas pelo Governo do Distrito Federal, antes e durante os atos antidemocráticos na Esplanada dos Ministérios, no domingo (8/1).

O ofício assinado pelo procurador-geral de Justiça do DF, Georges Seigneur, nesta quarta-feira (11/1), solicita saber se os protocolos firmados entre os órgãos de segurança foram cumpridos e se houve adaptação após a informação de que haveria aumento de manifestantes no local.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


Publicidade do parceiro Metrópoles 2


Publicidade do parceiro Metrópoles 3


Publicidade do parceiro Metrópoles 4


Publicidade do parceiro Metrópoles 5


0

O MPDFT requere informações sobre as ordens que foram determinadas para que os manifestantes pudessem ultrapassar livremente a faixa de contenção que os separavam da Praça dos Três Poderes e sobre o monitoramento dos ônibus que entraram no DF a partir de sexta-feira (6/1).

Além disso, a Procuradoria-Geral de Justiça pede informações sobre o número de pessoas acampadas no QG do Exército no fim de semana das invasões e se houve alteração no quantitativo de manifestantes durante o fim de semana.

Os questionamentos da autarquia também envolvem tratativas com os demais órgãos públicos a respeito da desmobilização dos manifestantes, e sobre os responsáveis diretos pelo acompanhamento e monitoração dos manifestantes no domingo.

Por fim, o MPDFT pede os relatórios operacionais da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) relativos aos atos terroristas praticados no dia dos fatos.

Grupo de crise

O procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Georges Seigneur, criou um grupo de gestão de crise para acompanhamento da intervenção federal na segurança pública do DF.

A portaria do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), assinada por Georges Seigneur nesta segunda-feira (9/1), tem objetivo de “dar fim ao comprometimento da ordem pública após os ataques às instituições, neste domingo, 8 de janeiro”.

O MPDFT também criou um canal específico para receber denúncias sobre os ataques. O órgão ainda recomendou o afastamento de comandantes da Polícia Militar do DF (PMDF) e do secretário de Segurança Pública do DF em exercício.

 

The post MP pede informações sobre medidas adotadas pelo GDF durante vandalismo na Esplanada first appeared on Metrópoles.