TCDF vê superfaturamento na obra do Hospital de Campanha de Ceilândia

0

Indícios de superfaturamento na construção do Hospital de Campanha de Ceilândia, ainda em 2020, fizeram o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) determinar que a Secretaria de Saúde retivesse mais de R$ 2 milhões que seriam pagos à Contarpp Engenharia. Segundo apurado pela Corte, aproximadamente 25% do valor total da obra estaria irregular.

A auditoria realizada constatou problemas tanto na cotação de preços, quanto na medição de serviços durante a construção emergencial da unidade que serviu para tratar pacientes acometidos pela Covid-19 no pico da pandemia.

O contrato firmado no ano de 2020, por meio de dispensa de licitação, apresenta indícios de superfaturamento no valor de R$ 2,4 milhões. Foram constatadas divergências de quantidades – pagas a mais que o que foi realmente executado – em 12 serviços e de preço – acima dos valores de mercado – em 15 itens.

Veja fotos da construção e de como ficou a unidade


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


Publicidade do parceiro Metrópoles 2


0

Além da glosa do pagamento de R$ 2.323.110,08 à empresa, o TCDF determinou ainda que a Contarpp restitua R$ 131.672,37 aos cofres públicos.

Agora, a Secretaria de Saúde tem 60 dias para cumprir a decisão, sob pena de possível responsabilização solidária.

O que dizem os envolvidos

Procurada, a Secretaria de Saúde informou em nota que “já se manifestou no referido processo e que está dentro de todos os prazos estabelecidos pelo órgão”. Disse ainda que “reafirma seu compromisso com as investigações e, sempre que for instada, irá colaborar”.

Já a empresa Contarpp Engenharia não respondeu às tentativas de contato. O espaço permanece aberto para eventuais manifestações.

The post TCDF vê superfaturamento na obra do Hospital de Campanha de Ceilândia first appeared on Metrópoles.