Lula diz que esperou, mas Zelensky não compareceu à reunião bilateral marcada

0

Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, neste domingo (21/5), que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, não compareceu à reunião bilateral marcada na Cúpula do G7, que acontece em Hiroshima, no Japão.

“A Ucrânia foi um fato muito simples. Tínhamos uma bilateral marcada às 15h15 da tarde. Esperamos e aí recebemos a informação de que tinha se atrasado. Enquanto isso, atendi o presidente do Vietnã e depois a Ucrânia não apareceu. Certamente teve outro compromisso e não pôde vir aqui. Foi simplesmente isso o que aconteceu”, explicou Lula.

O chefe do Executivo brasileiro concedeu coletiva de imprensa sobre sua passagem no encontro das sete maiores economias do mundo. O Brasil participou do evento como convidado e teve intensa agenda de encontros com líderes globais, com foco na defesa do meio ambiente.

“Não fiquei decepcionado, fiquei chateado porque eu gostaria de encontrar com ele e discutir o assunto. Por isso que eu marquei aqui no hotel, apenas isso. Mas veja, o Zelensky é maior de idade, ele sabe o que faz”, afirmou o líder brasileiro.

Lula disse ter “ouvido atentamente” o discurso de Zelensky durante a reunião, assim como o presidente ucraniano ouviu o seu. O petista ressaltou, ainda, a mobilização feita junto a representantes de países como Índia, China e Indonésia.

Veja trecho do discurso:


O presidente, porém, afirmou sentir “que nem Putin, nem Zelensky, estão falando de paz nesse momento” e que a paz “só é possível se os dois quiserem”. Lula também destacou que, em sua opinião, o discurso do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, “não ajuda” na busca pela paz quando menciona mais ataques à Rússia.

“Não é possível discutir em guerra, tem que parar a guerra. Não é possível discutir de fora para dentro. Primeiro parem a guerra, parem os tiros, as mortes, aí vamos sentar numa mesa em um território que os dois escolherem para negociar a paz. Ninguém tem um modelo [de proposta de paz] pronto, o modelo pronto será o deles”, destacou.


Publicidade do parceiro Metrópoles 1


Publicidade do parceiro Metrópoles 2


0

Lula reiterou, durante a fala, a proteção do meio ambiente. “O Brasil tem autoridade moral e política para discutir a questão do clima”, afirmou. O presidente citou ter se encontrado com o presidente da Indonésia, com quem discutiu a proteção das florestas no país asiático.

Por fim, o líder brasileiro voltou a defender uma reforma no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), com a inclusão de outros países e o fim do chamado “poder de veto”, para que o grupo tenha uma maior força de negociação.

“Acho que ele ficou desapontado”, diz Zelensky sobre Lula

Volodymyr Zelensky foi irônico ao responder se tinha ficado desapontado em não conseguir se reunir reservadamente com Lula às margens da cúpula do G7, no Japão. “Eu acho que ele ficou desapontado”, disse o líder ucraniano, sorrindo, após ser questionado por jornalistas em Hiroshima neste domingo (21/5).

Uma sala chegou a ser montada para a reunião pela diplomacia brasileira, mas Zelensky tinha outros encontros marcados, como com o presidente norte-americano, Joe Biden, e não conseguiu espaço. No fim, ambas as diplomacias disseram que a reunião não ocorreu por “incompatibilidade de agendas” dos dois líderes.

The post Lula diz que esperou, mas Zelensky não compareceu à reunião bilateral marcada first appeared on Metrópoles.